★Tenrikyo★ A Doutrina

terça-feira, junho 13

AVISO

"O Blog Doutrina Tenrikyo vem por meio desta informar aos nossos leitores que estamos momentaneamente sem novas postagens devido aos preparativos das atividades do mês de julho na Sede Mundial, em que estão sendo aguardadas mais de 500 seguidores vindos do Brasil. Além disso, a página passará a ter uma nova administração a partir do mês de agosto. Aguarde as mudanças!!"

terça-feira, maio 9

Alívio

≡A VASILHA≡

Algumas condições são necessárias para enchermos uma vasilha: ser grande, não possuir orifícios, e estar vazia.


Da mesma maneira deve ser a nossa “vasilha espiritual”.


Para que possamos usufruir a Vida Plena de Alegria, Deus-Parens nos concede várias coisas. Contudo, se a vasilha a ser preenchida for pequena; possuir orifícios; ou se estiver preenchida com espírito egoístico, certamente não haverá espaço para mais nada.


Aumentar de repente o seu tamanho é uma tarefa impossível de ser realizada; porém podemos logo tapar os orifícios, vazamentos ou simplesmente esvaziá-la.


Tapar os orifícios significa alegrar-se com o que se tem agora. Se abdicarmos do sentimento egoístico preenchido nesta vasilha; e se continuarmos nos esforçando em sentir alegria, certamente estaremos oferecendo chances para novos e maiores recipientes serem confeccionados.


Vamos acumular esforços para abrigarmos muitas alegrias numa vasilha bem grande, aquela que tenha capacidade de abrigar as graças de Deus-Parens.

sábado, abril 15

Imagens - Abril 2006 - Parte II

© Depto. de Missões Exteriores

Espécie de sakura (cerejeira japonesa) em forma de cascata


© Depto. de Missões Exteriores

Outra espécie de sakura



© Depto. de Missões Exteriores

"Mar de sakura"



© Depto. de Missões Exteriores

"Céu de sakura"




© Depto. de Missões Exteriores

Flores de sakura num raro dia ensolarado desta primavera, cercando o muro da residência dos Nakayama

sexta-feira, abril 14

Alívio

≡SEMEAR≡


O ser humano sempre sofre ou fica feliz com as palavras ou ações de terceiros. Semeio as sementes da alegria ou da tristeza no coração das pessoas; elas semeiam as mesmas sementes no seu coração.


Se for para semear, prefiro semear a semente da alegria; e com a mesma semente, desejo aceitar as que semearem no meu coração.


Mesmo porque, embora as sementes que as pessoas semearem no meu coração forem as da tristeza, interpretá-las como as da alegria, estarei evitando que elas venham a colher tristezas.


“Só podemos semear no coração das pessoas, não temos o poder de nos auto-semear. Vamos receber no nosso coração as sementes de terceiros como as da alegria. Para justamente evitarmos que más predestinações acumulem nas vidas dessas pessoas.”

Imagens - Abril 2006 - Parte I


Alameda de Tenri repleta de sakura (cerejeira japonesa)



Detalhe de uma espécie de sakura



Mais detalhes de sakura




Sakura enfeita os prédios do Conjunto Oyassato Yakata (ao fundo)

"A Terra Parental (cidade de Tenri), recebe a chegada da primavera com o desbrochar das cerejeiras japonesas (sakura). Neste ano, em especial, o rigoroso inverno contribuiu para que as flores adquirissem mais volume e cores marcantes. Confira também, mais imagens no blog Brasil em Oyassato."

quinta-feira, março 23

Imagens - Março 2006

© Elton Akiyoshi Tanio

Neve cobrindo as flores da primavera

segunda-feira, março 6

Artigo - 06.03.06

Especial 3000 Hits

Somente o espírito é o nosso bem próprio



“O que se chama o ser humano, o corpo é coisa tomada emprestada e somente o espírito é seu bem próprio. Surgirá diariamente qualquer razão, de apenas uma coisa, o espírito.”

Indicações Divinas 14 de fevereiro de 1889


Deus nos ensina que somente o espírito é o nosso bem próprio. Por isso, a índole do ser humano é nada mais que o próprio espírito. Então o que o espírito deve procurar? É justamente a Vida Plena de Alegria e Felicidade, que é o objetivo da criação do mundo e da humanidade.


Tsukihi criou os seres humanos
por desejar ver o viver alegre e feliz.

(Of. XIV – 25)


No mundo, por não conhecerem esta verdade,
todos estão somente a desanimar-se.

(Of. XIV – 26)


Usar o nosso corpo emprestado de Deus, usufruindo a liberdade do espírito, visando o objetivo original da criação da humanidade, isto é, a Vida Plena de Alegria e Felicidade, é o fundamento da vida humana. Contudo, é verdade que nós não conseguimos realizá-lo tão facilmente. Sofremos de doença e nos afogamos nas aflições imprevistas. Os homens foram criados, dotados de liberdade para usar o espírito originalmente puro. Mas, sendo livre o uso espiritual, nós viemos usando na maneira caprichosa e egoística. Deus nos admoesta o uso espiritual que contrarie a intenção divina, alegorizando-o como “poeira”.


Nós, primeiro de tudo, precisamos saber o fato de que fomos criados para viver feliz e alegre e escorçar-nos em limpar as poeiras espirituais. O nosso dever fundamental encontra-se aqui.

sexta-feira, fevereiro 17

Alívio

≡A GEADA≡


Numa manhã fria de inverno, uma película fina de gelo se acumula no pára-brisa do carro. Dessa maneira, fica um pouco difícil de enxergar algo. Porém, com um sopro de ar quente, o gelo começa a derreter e o campo de visão aumenta, facilitando o ato de dirigir.


É assim também que, sem percebermos, poeiras vão se acumulando no nosso espírito. Ocasionalmente começamos a não mais enxergar o caminho da Vida Plena de Alegria que Deus-Parens nos permitiu com tanto zelo.


Do mesmo modo que um sopro de ar quente tem o poder de derreter o gelo, as nossas poeiras podem ser limpas através do espírito bondoso e palavras calorosas.


Quando as poeiras forem retiradas e o espírito ficar límpido, conseguiremos assim nos orientar e finalmente “dirigir” pelo caminho da Vida Plena de Alegria concedida por Deus-Parens.